Gestores dos Municípios Participam de Seminário Futuro da Educação e do Trabalho

Publicado por assecom em

O eixo educação empreendedora e inovação faz parte das iniciativas do Programa Cidade Empreendedora, que é realizado pelo Sebrae/MS e a gestão municipal

 

Definir os rumos de uma educação de qualidade, criação de novos métodos e aprimoramento das práticas já existentes foram alguns dos temas do Seminário Futuro da Educação e do Trabalho, promovido pelo Sebrae/MS, nesta terça-feira (02), em Campo Grande. A pauta relevante atraiu os gestores públicos das cidades integrantes do Programa Cidade Empreendedora, que é desenvolvido pela instituição de apoio aos pequenos negócios e as prefeituras municipais de dez municípios de Mato Grosso do Sul.

Sebrae MS

O Seminário reuniu gestores, secretários, educadores e diretores de escolas do Estado com objetivo de transformar o modelo de educação atual

A secretária de Educação, Cultura, Esporte e Turismo de Figueirão, Marinalva Paniago, marcou presença no Seminário. Para ela o evento foi momento oportuno para agregação de valores dentro da educação. “É um despertar para esse novo olhar futuro dentro de nossas escolas, com novas técnicas pedagógicas dentro de sala de aulas, mapeamento e, principalmente, valorizando o que temos, com desenvolvimento de novos projetos educacionais”, pontuou. Além dela, o secretário de Assistência Social do município Beugmar Ferreira também participou do evento.

Segundo o secretário de Educação de Chapadão do Sul, Guerino Perius, nesse período de fortes inovações, experiências e adaptações, que desafia os gestores a buscarem um novo rumo é preciso entender a relação íntima que existe entre o trabalho e a educação. “Hoje as exigências para o trabalho são outras, se trabalha por competências e habilidades, equilíbrio emocional, onde o indivíduo é aquele que busca a solução, participa, aplica seu conhecimento e faz parte do problema”, declarou.
Também integraram o grupo de participantes do Seminário gestores de outros municípios como: a professora do Instituto Mirim de Bataguassu, Sandra Barbosa; Josiane Braga e Rosely de Carvalho, do município de Maracaju; Fabíola Cordova do município de Chapadão do Sul, além de representantes de Sidrolândia.

Para colocar em prática um dos eixos desenvolvidos pelo Programa, que trata da educação empreendedora e inovação, diretores de escolas e professores dos municípios do Cidade Empreendedora já passaram por capacitações dos programas Jovens Empreendedores Primeiros Passos (JEPP) e pelo Crescendo e Empreendendo. Mas a busca pelo conhecimento é constante, e a transformação efetiva deve acontecer com a participação de todos.

O palestrante André Gravatá, escritor, educador e coautor do livro ‘Volta ao Mundo em 13 Escolas’, apontou alguns problemas que a educação básica atual enfrenta. “O modelo utilizado hoje não dá espaço para a expressão dos jovens. A enorme quantidade de burocracia e atividades que não têm significado, mas que continuam sendo repetidas, são fatores que adoecem o sistema educacional brasileiro”.

“Precisamos dar significado para o processo educativo. E como a gente faz isso? De várias formas. Têm escolas pelo Brasil em que os jovens desenvolvem projetos que tenham a ver com eles e com seus territórios; algumas estão repensando a relação com o seu entorno, questionando-se a possibilidade de inventar uma cidade educadora, um bairro educador; outras estão convidando mais as famílias para participarem mais dos seus processos; realizar provas de um jeito diferente; enfim, precisamos olhar para o nosso contexto e transformar as necessidades em potências”, explica André.

Empreendedorismo na educação

O Sebrae conta com vários eventos e programas voltados para este assunto, sendo um deles o Programa Nacional de Educação Empreendedora (PNEE). Criado em 2013, tem o objetivo de disseminar conteúdos relacionados ao empreendedorismo nos níveis básico, superior e profissional de ensino.
Com o programa, os professores são capacitados para ensinar aos alunos os preceitos básicos do empreendedorismo, como, por exemplo, cooperação, cidadania, ética e desenvolvimento no comportamento pessoal e profissional.

 

 

Fonte: Assecom/PMF e Nayara Tiago

Fotos: Assecom/PMF


0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *